Região norte recebe investimento da ES Gás

Intuito é substituir o transporte de gás, hoje feito via carretas, por dutos.

A ES GÁS, nova concessionária de distribuição de gás natural no Espírito Santo, planeja, para os próximos 10 anos, investimentos da ordem de R$ 300 milhões, com o objetivo de ampliar a rede de distribuição em mais de 292 mil metros e ligar mais de 96 mil novos consumidores, além de manter uma operação de excelência, sempre na busca por maior competitividade.

 

Um projeto prioritário é a Interligação da Rede de Distribuição de Linhares ao Gasoduto de Transporte “Cacimbas-Catu”, cujo objetivo é ampliar a capacidade de fornecimento ao município de Linhares, atualmente limitada a 30.000 m³/dia, operada através de caminhões de Gás Natural Comprimido (GNC) com custos operacionais adicionais relativos à compressão, ao transporte e à descompressão do gás natural.

 

“Com as perspectivas de aumento de consumo, decorrente de novas plantas em fase de implantação no município, a companhia entende que chegou a hora de dotar a rede de Linhares de um sistema de abastecimento por gasoduto, o que suscitará a redução dos custos operacionais atuais”, explica o diretor presidente da ES Gás, Heber Resende.

 

O investimento, da ordem de R$ 40 milhões, possibilitará aumentar a malha de distribuição por meio da construção de 28km de rede de distribuição de aço carbono, com prazo de implantação de aproximadamente 13 meses. A capacidade nominal passará a ser de 200.000 m³/dia e estima-se uma redução da movimentação de 4 carretas totalizando cerca de 140 viagens/mês de ida e volta (63 km).

 

“Com este investimento, a ES GÁS estima um ganho de eficiência operacional, considerando a eliminação das etapas de compressão, transporte rodoviário e descompressão para a rede de distribuição de Linhares; a eliminação de todos os custos incidentes sobre a prestação do serviço de operação e transporte de GNC para Linhares; a diminuição das possibilidades de desabastecimentos em decorrência de intempéries ou acidentes rodoviários; e a eliminação do risco de compensações financeiras devido ao desabastecimento em função de fortes chuvas na região”, relata o diretor de Operações da ES Gás, Frederico Bichara.

 

Informações à Imprensa

Assessora de Comunicação e Sustentabilidade da ES GÁS

Cintia Dias

+55 27 3347-8973 | 99752.7242 – cintia.dias@esgas.com.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
ES Gás apresenta perspectivas do mercado na Oil&Gás Week
ES Gás apresenta perspectivas do mercado na Oil&Gás Week O diretor-presidente da ES Gás, H ...
Três perguntas para um tema: LGPD
Três perguntas para um tema: LGPD Antônio Freitas e a LGPD 1 -A Lei Geral de Proteção de Dados ...
Por um dia em homenagem ao gás
Por em dia em homenagem ao gás Heber Resende – Diretor-presidente da ES Gás Em 29 de s ...
Três perguntas para um tema: Segurança nas operações
Três perguntas para um tema: Segurança nas operações Frederico Bichara e a Segurança nas ...