Três perguntas para um tema: Segurança nas operações

Frederico Bichara e a Segurança nas Operações

A segurança é um dos valores da ES Gás, um item inegociável em nossas operações. Frederico Bichara, diretor de Operações da ES Gás, explica, na breve entrevista deste episódio, como a ES Gás atua para garantir segurança a colaboradores, clientes e a população como um todo.

1 - O que a ES Gás faz para mitigar os riscos de acidentes em suas instalações e garantir a segurança de suas operações?

A prevenção de acidentes nas instalações de distribuição de gás natural da ES Gás inicia na engenharia, nas atividades de projeto e obra, com a utilização de materiais certificados, melhores práticas construtivas e conformidade normativa. As operações são monitoradas, 24 horas por dia, por sistema supervisório e as instalações são inspecionadas e mantidas por profissionais qualificados. A ES Gás conta também com um Programa de Integridade de Dutos, que identifica todas as ameaças às instalações e define ações mitigadoras dos riscos, como as ações de prevenção da corrosão e a fiscalização de obras interferentes sobre as redes de distribuição de gás.

2 - Existem muitos registros de incidentes envolvendo o gás natural no Estado do Espírito Santo? Qual a principal causa das ocorrências e o que é feito para prevenir?

A ocorrência de incidentes com as instalações da concessionária é eventual e são poucos os casos registrados. A principal causa dos eventos conhecidos é a ação de terceiros sobre as tubulações, sem comunicar à ES Gás e sem seguir os procedimentos necessários para obras interferentes. Para prevenir estas ocorrências, a ES Gás dispõe de diversas ações, como ampla sinalização, canais contínuos de comunicação com outras concessionárias e órgãos que também utilizam o subsolo e fiscalização da faixa de dutos, visando identificar obras não comunicadas. A população também pode contribuir com a prevenção, evitando realizar obras em locais em que as redes de gás estão presentes e comunicando à ES Gás qualquer atividade suspeita na faixa de dutos.

3 - O contrato de concessão entre a ES Gás e o Estado do Espírito Santo prevê indicadores de segurança que devem ser observados pela concessionária. Explique quais são e como a Companhia se estrutura para os manter dentro do padrão desejado?

O contrato de concessão estabelece três principais indicadores de segurança no fornecimento:

Indicador de concentração de odorante no gás – COG, que visa monitorar se o gás natural é odorado de forma a garantir sua identificação dentro de limite de detecção adequado;
Indicador de vazamento no sistema de distribuição – IVAZ, que objetiva apurar as ocorrências de vazamento de produto em toda a extensão da rede de distribuição da concessionária;
Indicador de tempo de atendimento de emergência – TAE, que mensura se os chamados de emergência, como vazamentos, tanto nas redes da concessionária quanto nas instalações de clientes, são atendidos no prazo estabelecido de duas horas.

A ES Gás iniciou suas operações com equipes dimensionadas para garantir o enquadramento dos indicadores nos limites esperados, estrutura que será reavaliada conforme o crescimento do número de clientes e da extensão das redes de gás.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Outras notícias

Três perguntas para um tema: LGPD
Três perguntas para um tema: LGPD Antônio Freitas e a LGPD 1 -A Lei Geral de Proteção de Dados ...
Por um dia em homenagem ao gás
Por em dia em homenagem ao gás Heber Resende – Diretor-presidente da ES Gás Em 29 de s ...
Três perguntas para um tema: Competitividade
Três perguntas para um tema: Competitividade Paulo Ribeiro, gerente de Aquisições e Vendas de G ...
Três perguntas para um tema: Transparência
Três perguntas para um tema: Transparência A secretária- geral da ES Gás, Ariana Ferreira, aval ...