ES Gás faz chamada pública para suprimento de Gás natural

Objetivo é selecionar supridores do insumo que garantam as melhores condições para futuros contratos.

A Companhia de Gás do Espírito Santo – ES GÁS abre, nesta quarta (22) chamada pública para aquisição de gás natural, visando obter os menores custos e as melhores condições de mercado. A chamada pública é um procedimento previsto no contrato de concessão da companhia, que permite a participação de entes nacionais ou internacionais.

 

Com a chamada pública, a ES GÁS espera obter diversos benefícios. Um deles é adquirir o gás diretamente dos supridores que apresentarem preço e condições de reajuste e pagamentos mais vantajosos. Outras vantagens são diversificar suas fontes de suprimento e mapear fontes alternativas ao gás natural do offshore – principalmente o onshore e o biogênico, além de reduzir os preços ao consumidor e desenvolver novas oportunidades de negócio, em busca de uma maior economicidade e competitividade para os clientes da concessão.

 

A chamada pública da ES GÁS prevê a contratação de gás natural a partir de 1º de janeiro de 2021 e envolve o fornecimento da molécula de gás e seu transporte ao custo mais competitivo possível. Está dividida em dois produtos: o primeiro visa ao atendimento do período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2021, e o segundo no decorrer do ano de 2022.

 

A escolha por dividir a aquisição do gás natural em dois períodos tem um objetivo estratégico, como explica o gerente de Aquisição e Venda de Gás Natural da ES GÁS, Paulo Augusto Ribeiro: “Estamos passando por um momento de inúmeras incertezas, não apenas no âmbito da pandemia, mas também nas condições de aquisição do gás, devido às mudanças no marco regulatório do segmento e na atuação de players do mercado. Com a divisão da chamada pública em dois momentos, asseguramos o fornecimento do gás no próximo período enquanto estudamos as condições para 2022, buscando maior competitividade e economicidade”, diz.

 

Pela modalidade da chamada pública, os fornecedores manifestam interesse no fornecimento do gás natural e respondem a um questionário padronizado, em que dispõem as condições de atuação. A ES GÁS então comparas as propostas, decide pela mais competitiva, confere a capacidade de atendimento da melhor proponente e a submete à avaliação da Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp), conforme prevê o contrato de concessão da Companhia.

 

“Com a chamada pública, esperamos identificar potenciais supridores de gás natural e garantir a competitividade dos preços, motivo pelo qual as chamadas públicas são interessantes para a companhia, mesmo contando com o suprimento da Petrobras até dezembro de 2020. Quaisquer benefícios que a ES GÁS venha a ter neste processo serão repassados aos nossos consumidores”, informa Heber Resende, diretor-presidente da ES GÁS.

 

Informações à Imprensa

Assessora de Comunicação e Sustentabilidade da ES GÁS

Cintia Dias

+55 27 3347-8973 | 99752.7242 – cintia.dias@esgas.com.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Três perguntas para um tema: LGPD
Três perguntas para um tema: LGPD Antônio Freitas e a LGPD 1 -A Lei Geral de Proteção de Dados ...
Por um dia em homenagem ao gás
Por em dia em homenagem ao gás Heber Resende – Diretor-presidente da ES Gás Em 29 de s ...
Três perguntas para um tema: Segurança nas operações
Três perguntas para um tema: Segurança nas operações Frederico Bichara e a Segurança nas ...
Três perguntas para um tema: Competitividade
Três perguntas para um tema: Competitividade Paulo Ribeiro, gerente de Aquisições e Vendas de G ...