Marca ESGas

ES Gás apresenta perspectivas do mercado na Oil&Gás Week

O diretor-presidente da ES Gás, Heber Resende, ministrou, neste dia 28, palestra no painel “Infraestrutura e Novo Mercado de Gás” da Oil&Gás Week 2020, evento promovido pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Fórum Capixaba de Petróleo &Gás (FCP&G) e pelo Sebrae, do qual participaram 200 pessoas.  Participaram do painel ainda Júlio Castiglione, diretor-presidente da Codesa, e Camila Lima, gerente de Estruturação de Projetos do BNDES, com mediação de Marcos Frederico, superintendente de Petróleo e Gás Natural da EPE – Empresa de Pesquisa Energética.  

 

Resende iniciou a palestra mostrando a situação atual do gás no Brasil, que conta com apenas 9,4 mil km de gasodutos; destinação de 50% do insumo à indústria e 30% para a geração de energia e estimativa de, com o novo marco regulatório, ter investimentos de R$ 32,8 bilhões em nova infraestrutura de oferta, sendo R$ 17,1 bilhões em UPGNs (unidades de processamento de gás natural) e terminais de GNL (gás natural liquefeito) e R$ 15,7 bilhões em gasodutos de escoamento e transporte.  

 

Prosseguiu apresentando o programa do Governo Federal intitulado “Novo Mercado de Gás”, que visa a fomentar a competitividade no mercado de gás natural, a partir da abertura dos elos da cadeia de valor, desde o escoamento da produção até a sua distribuição. O programa é baseado em quatro pilares: promoção da concorrência, harmonização das regulações estaduais e federal, integração do segmento de gás com os setores elétrico e industrial e remoção de barreiras tributárias.  “Assim, estima-se que seja promovida a desverticalização na cadeia de gás natural e criadas as condições de acesso aos gasodutos de transporte, aos dutos de escoamento, às unidades de processamento e aos terminais de GNL, proporcionando a abertura do mercado”, explicou Resende.

  

Os números envoltos nesta iniciativa são robustos: as estimativas apontam para que nos próximos cinco anos sejam criados 4 milhões de empregos, induzidos R$ 60 bilhões em investimentos e alcançada a queda de 30% no valor do insumo, podendo chegar a 50% no caso de grandes consumidores.  O Espirito Santo encontra-se em posição vantajosa neste cenário, devido ao excelente arcabouço jurídico construído pelo Estado, formado pelo moderno contrato de concessão da ES Gás e a aprovação da Lei Estadual do Mercado Livre de Gás, que se somam a outros atributos, como a localização estratégica e o excelente ambiente de negócios.  

 

O contrato de concessão contempla benesses já previstas no Novo Mercado de Gás, como: o Agente Livre de Mercado (ALM), que pode ser consumidor livre, autoprodutor ou autoimportador, com tratamentos tarifários específicos; possibilidade de implantação de ramais dedicados; metodologia de cálculo tarifário já contemplada no Plano de Negócios, com a definição para o ciclo de cinco anos, o que confere transparência para os consumidores; e diretrizes para a aquisição de molécula e transporte que possibilita que a ES Gás busque os menores custos e melhores condições no mercado para a aquisição de gás, como as chamadas públicas.  

 

O contrato contém, ainda, a separação entre as atividades de comercialização e distribuição, com a ausência de exclusividade da distribuidora na comercialização de gás para os agentes livres de mercado; metodologias modernas, repasse de ganhos de eficiência e tarifa social; além da diminuição do volume de consumo para o consumidor livre, que passa a ser de 10.000 m³/dia.  As perspectivas que se desenham com esse cenário são muito promissoras, segundo o diretor-presidente da ES Gás, Heber Resende: “Prevemos um novo ciclo de industrialização no Espirito Santo, a partir da oferta de uma fonte energética mais competitiva de baixo carbono; bem como a atração de investimentos para o Estado, com o gás natural se apresentando como uma vantagem competitiva junto aos demais atributos que o ES possui’, diz. 

 

Resende espera, também, que a possibilidade de implantação de uma rota de escoamento que desemboque no Estado se efetive, o que permitiria amplificar o uso do gás natural e sua integração a outros entes federativos, bem como a utilização deste insumo em empreendimentos como os portos Central, Petrocity e da Imetame e à Estrada de Ferro Vitória a Minas. O coordenador do Fórum Capixaba de Petróleo e Gás (FCP&G), Luis Claudio Montenegro, destacou o ambiente de negócios do Estado, que faz com que o Espírito Santo, em sua opinião, seja o melhor lugar do país para investir em gás, e afirmou a expectativa que possui da ES Gás agir como indutora de um mercado competitivo esperado por todos. 

 

O diretor-presidente da Codesa, Júlio Castiglione, reconheceu o importante papel da Companhia Docas do Espírito Santo como fornecedor de infraestrutura para o mercado de gás, e estima que a contribuição virá com a privatização da empresa, que ajudará o mercado a se tornar mais dinâmico. “Estamos prontos para assumir um papel de protagonismo neste segmento”, disse.  Já a gerente de Estruturação de Projetos do BNDES, Camila Lima, apresentou o projeto “Gás para o desenvolvimento” e as iniciativas do Banco em cumprir seu papel de ser um catalisador do desenvolvimento do mercado de gás natural; enquanto o moderador Marcos Frederico relatou que as decisões que o Espírito Santo vem tomando neste setor são um exemplo para o restante do Brasil.  

 

Quem não conseguiu acompanhar o painel, pode assisti-lo no canal do YouTube da Findes. 

 

INFORMAÇÕES À IMPRENSA 

Cintia Dias 

Assessora de Comunicação e Sustentabilidade da ES Gás 

27 3347.8973 – 27 99752.7242 

Cintia.dias@esgas.com.br 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Marca ESGas

Outras notícias

Governo do Estado firma contrato com BNDES para desestatização da ES Gás
Governo do Estado firma contrato com BNDES para desestatização da ES Gás O Governo do Espírito ...
ES Gás abre seleção para projetos incentivados
ES Gás abre seleção para projetos incentivados A ES Gás abre, nesta terça-feira (21) o pra ...
Equipe da Arsp visita Centro de Operações de Gás Natural
Equipe da Arsp visita Centro de Operações de Gás Natural A equipe técnica de fiscalização da ...
ES Gás realiza workshop virtual visando a Chamada Pública para Aquisição de Gás
ES Gás realiza workshop virtual visando a Chamada Pública para Aquisição de Gás Visando a apre ...